terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

A vez da minha vida - resenha

Você tem um irmão. Ele quer casar. A noiva dele gosta de ler. O que você faz? Deixa eles casarem!!! ❤❤❤

Gente, a esposa do meu irmão ama livros. Logo, ela é a cunhada perfeita. O livro A vez da minha vida foi uma indicação dela. Então, assim como ela fez, lá vão as recomendações:
• o livro é muito, muito bom.
• no começo é chato mesmo, mas força a leitura que ele fica bom rapidinho.
• Ri muito, engraçado demais.
• Poxa, eu tinha ele aqui há muito tempo e não dava nada por ele.
• já disse que o livro é bom?

A vez da minha vida é uma história deliciosa, hilária e que nos leva a reflexão sobre nossa vida e o rumo que estamos dando a ela. Essa história simplesmente me inspirou e comecei a olhar a vida de uma forma diferente. Buscamos tanto uma carreira profissional perfeita e no final das contas, passamos por diversos empregos e nunca nenhum deles nos deixa satisfeitos o suficiente. Outras vezes, ficamos presos a um sentimento por uma pessoa que deveria ter ficado no passado. E também acontece da gente crescer sem sequer nos conhecermos bem. 
Lucy, a nossa protagonista, é uma jovem muito enrolada com sua vida. Em todas as áreas. Sério. Ela é muito ferrada. Mas ela recebe uma carta de sua Vida (com V maiúsculo mesmo), o que me fazia pensar que era tipo um cara a fim dela. Sabe quando você chama o seu amor de "vida"? Então, não se trata disso. O enredo é muito interessante e a autora ESBANJA criatividade nesse livro. Vida é uma pessoa enviada por uma instituição que ajuda pessoas como Lucy a darem um jeito em sua história. Lucy encontra-se com um homem sujo, mal vestido e completamente bagunçado. Ele se apresenta como representante de sua vida. O quanto ela avança em sua trajetória, melhor a aparência dele vai ficando, o que representa que Lucy está no caminho certo. Mas o percurso será árduo para nossa personagem. Ela precisará se livrar de umas mentiras que viraram mais mentiras e desfazer tudo o que já havia sido montado para os seus colegas de trabalho, amigos e família, não será nada fácil. Quando Lucy consegue aceitar que sua vida precisa de mudança, nós leitores começamos a ficar receosos por ela, que concorda não contar mais mentiras. Sua Vida, que a conhece muito bem, faz um acordo de que a cada mentira que ela contar, ele revela uma verdade. E é aí que tudo desanda. Ou anda. Um romance muito, mas muito engraçado mesmo e que, como já mencionei, nos leva a refletir sobre o que estamos buscando ser, seja profissionalmente ou pessoalmente; sobre o que temos construído no nosso dia-a-dia; sobre resolver nossas indiferenças com outras pessoas, principalmente com nossos amigos. Livro sensacional.

5 de 5 estrelas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário